4 de abr de 2009

Instalação e Manutenção de Computadores, Aula 3: Histórico do computador

[aula de 14/08/2003]

Histórico do Computador

O computador nasce, praticamente, da necessidade humana de contar e calcular. Esta, inicialmente, foi manualmente suprida: os dedos de mãos e pés (e depois pedrinhas) foram as primeiras alternativas encontradas.
Porém sua quantidade era finita. Com o aumento das quantidades envolvidas, precisou-se de instrumentos auxiliares. Um dos primeiros surgidos foi o ábaco, que consistia em pedras furadas e colocadas em varetas de madeira, seguras por um retângulo também de madeira. Estas pedras representavam os valores.
Depois, Blaise Pascal, jovem francês, construiu a Pascalina, para ajudar o pai nos cálculos do governo. Esta tinha um sistema de engrenagens que permitia o "vai um" nas somas; cada roda indicava um decimal: unidade, dezena, e um mostrador indicava e permitia a alteração do valor.
No início do século XIX (1830), o cientista inglês Charles Babbage pesquisava sobre uma máquina analítica que seria composta de:
  1. dispositivo de entrada;
  2. processador ou calculador para fazer as quatro operações;
  3. unidade de controle, que direciona a tarefa a ser feita e controla a sequencia;
  4. local para armazenar os números que não estão em processamento;
  5. dispositivo de saída.
Itens estes que serviram de base pros computadores modernos, e alguns consideram Babbage o "Pai do Computador".
No censo de 18790, Herman Hollerith redescobriu o cartão perfurado, e criando uma máquina que manipulasse esses cartões com dados, terminou o censo em tempo recorde. Devido ao sucesso da máquina, Hollerith fundou a Tabulating Machine Company que depois viraria (em 1924) a IBM - International Business Machine.

A guerra impulsiona o desenvolvimento do computador. Em 1944, Howard Aiken da universidade de Harvard, com ajuda da IBM (técnica e financeira), conclui o MARK I, o maior computador eletromecânico já construído. Em 1946 aparece o ENIAC (Electronic Numerical Interpreter and Calculator) construído pela universidade da Pensilvânia. Este, exclusivamente eletrônico, era muito mais rápido que o MARK I e foi usado de 1946 a 1955. A partir de 1945, surge o EDVAC (Eletronic Discret Variable Automatic Computer) que incorpora o conceito de Armazenamento de Programas de John von Neumann.
Na década de 50, acontece a aceleração e comercialização da fabriação de computadores. Surge o UNIVAC I, primeiro computador disponível comercialmente, fabricado pela Eckert-Mauchuly Computer Corporation*, depois Remington-Rand. De 1951 a 1953, a Remington dominou o mercado de computadores. Em 53, a IBM lançou seu primeiro computador, o IBM-701, e no ano seguinde, o IBM-705. Em resposta, a Remington anuncia o UNIVAC II, mas problemas internos atrasam a construção deste modelo, que só é entregue em 1957, dois anos após o IBM-705 ser lançado. Este hiato do UNIVAC possibilitou à IBM a liderança no mercado.


Gerações dos computadores

1ª geração: 1951 a 1958

Componente básico dos circuitos: válvula. A memória principal do computador é feita com núcleos magnéticos. Em 57 surgem as fitas magnéticas.

2ª geração: 1959 a 1964

Aqui, o componente básico passa a ser o transistor, mais confiável e veloz que a válvula. Em 62, surgem os discos removíveis. E nessa época, linguagens: Assembly e de alto nível, como FORTRAN e COBOL.

3ª geração: 1960

Lançamento da série IBM/360 de computadores, usando cirtuitos integrados - placas com dezenas de transistores incorporados.
A partir de então, o tamanho das máquinas vai se compactando; e ao inverso a capacidade e velocidade de processamento vai aumentando.


[Link muito interessante: Museu do Computador.]
*[só achei isto! você consegue ler?]

Nenhum comentário: