16 de dez de 2008

corretores (não de imóveis!) de plantão (não são plantas grandes!)

Ainda não vou entrar no assunto da reforma ortográfica que em breve entrará em vigor. Mas antes postar aqui algo que me perturba: as pessoas que nos corrigem enquanto falamos. Puxa, acho tão mais bacana quando reconheço meu próprio erro... porém, nem todos acham assim. Há os que riem do erro alheio, os que corrigem imediatamente... Ser humano é ser um ser de competição, em tudo, em tudo... (será isto um problema desta "cultura ocidental", ou do "pós-moderno"? Não sei, meus estudos das áreas sociais apenas começaram com a monografia, perdoem as falhas).

A dúvida de hoje: será limpo ou será limpado? Uma moça aqui do setor comentava sobre mudanças cá da empresa quanto à limpeza da sala, dizendo "As salas serão limpadas a partir de amanhã no período da manhã e não durante o horário de almoço" e o "corretor ortográfico" de prontidão já disse "será limpa, limpada não existe".

Ele estava certo; mas precisava falar desse jeito? Claro, claro: há que se vencer o jogo imediatamente, como é que eu não percebi que estávamos numa largada e as luzes verdes se acenderam?

Bem, voltando ao assunto: o site da UFAC tem um texto que acaba falando sobre isso, e cito de lá as razões do tal acerto gramatical:

"CIDADE LIMPA ou CIDADE LIMPADA?

- Cidade limpa! A regra gramatical é clara. Usa-se limpo com os verbos ser e estar: estava limpo, será limpo. Usa-se limpado com os verbos ter e haver: havia limpado a cidade, terei limpado a cidade?"

Melhor em tudo, em tudo... como nesta resposta no Yahoo...Respostas (redundância é fogo).

Nenhum comentário: